Alfabetização. A Professora que Deveria ser REPROVADA no lugar de Seus Alunos.

Oi, sou Carla Silva, vou te contar a minha história com a Alfabetização.

O texto é longo mas eu Preciso desabafar . Vou te revelar algo que eu gostaria que tivessem me contado a muitos anos atrás e que se eu soubesse, teria evitado muito sofrimento para mim e principalmente para meus queridos alunos e seus familiares.

Eu trabalhei muitos anos como Professora da classe de Alfabetização, comecei bem cedo, aos 18 anos já me via com a grande responsabilidade de Alfabetizar uma turma.

Iniciei na profissão tentando imitar a maneira como eu havia sido alfabetizada. Resultado: vivia frustrada por não conseguir ensinar todos os meus alunos, eu não entendia por que algumas crianças crianças não conseguiam acompanhar a turma e isso me angustiava e entristecia profundamente, trabalhando com alfabetização, cheguei a duvidar da minha capacidade como professora e muitas vezes coloquei a culpa nas crianças, “tadinhas”, elas eram taxadas de “Burras” e “incapazes” por minha MINHA CAUSA!

AlfabetizaçãoPor causa da minha falta de conhecimento, muitas vezes os pais eram forçados a pagar um terapeuta para fazer o meu trabalho, pois na maioria das vezes o aluno não tinha nenhum problema de aprendizagem, mas hoje eu percebo que o problema era de “ensinagem”!

Muitos alunos foram reprovados NO MEU LUGAR!
Sim, no meu lugar pois se eu soubesse o que sei hoje, teria conseguido ensiná-los. Meus alunos foram punidos pela minha falta de conhecimento, hoje tenho o desejo de pedir desculpas por todo mal que causei a eles.

Hoje eu entendo que não fazia um bom trabalho na alfabetização, e a Culpa era minha! Está certo que nas escolas que trabalhei, ninguém me orientava e muitas vezes quando levava as minhas dúvidas e questionamentos para a Coordenação não recebia as respostas que eu precisava, afinal, todos já estavam acostumados com os resultados medíocres, isso era normal, mas não para mim! Uma das Frases que eu mais ouvia era: “Isso é normal, depois passa”, mas eu não aceitava como Normal, não conseguir ensinar todos os meus alunos, eu não queria que nenhum deles ficasse para trás.

Minhas dores e angústias da sala de aula, geraram em mim um desejo extremo de buscar soluções que pudessem me ajudar a ensinar melhor. Mais Precisamente a Alfabetizar melhor!

Eu sabia que se continuasse fazendo as coisas do mesmo jeito, os resultados na alfabetização dos meus alunos seriam os mesmos, sendo assim, comecei a pesquisar sobre os processos que envolvem a Aprendizagem,  para compreender os motivos pelos quais algumas crianças aprendiam com mais facilidade e outras não.

Resolvi assumir a responsabilidade pelo sucesso dos meus alunos! E isso fez toda diferença no sucesso da minha Classe de Alfabetização.

O tempo passou e eu continuei a minha jornada em busca de respostas. Assumi um cargo de coordenação, e percebi que os problemas que eu vivia, eram também vividos por muitos outros professores. Só que agora, alguns deles também dependiam de mim para terem as respostas e orientação.

A Busca pelo conhecimento para alfabetizar melhor.

Comecei uma Pós Graduação em Psicopedagogia clínica, institucional e hospitalar, Estudei Técnicas Israelenses de potencialização da aprendizagem, comecei a compreender sobre alguns processos e conceitos que nunca me ensinaram na formação de professores e mergulhada em inúmeras pesquisas e livros, eu descobri que era possível ensinar todas as crianças da maneira que o cérebro delas aprende melhor!

Me aprofundei nos processos por trás da Aprendizagem. Me agora uma ferramenta que conseguisse trazer a teoria para a prática. Foi aí que eu conheci o Método das Boquinhas, criado pela Dra Renata Jardini. Nesse momento tudo fez sentido, houve um encaixe perfeito entre teoria e prática.

Hoje sei que alguns alunos realmente tinham dificuldades de aprendizagem. Mas a grande maioria não tinha problema algum e pagaram pela minha falta de preparo.

Comecei a me capacitar, fiz vários cursos relacionados ao método das Boquinhas, e testava na prática tudo que eu aprendia. Primeiro com minha filha e depois com a minha sobrinha que em apenas 4 meses estava lendo e escrevendo. Isso foi uma vitória para toda a família.

Fiquei tão apaixonada pelo Método das Boquinhas que me tornei Multiplicadora Nacional. Hoje já ajudei milhares de crianças em vários Estados do Brasil através da capacitação de professores, psicopedagogos, fonoaudiólogos e pais.  Me sinto realizada ensinando as técnicas Multissensoriais Fonovisuoarticulatórias que formam o Método das Boquinhas.

Depois de muitas horas ministrando cursos, eu percebi que a maioria do profissionais, principalmente professores, sofrem com os mesmo problemas. Talvez você se identifique com algum deles. A boa notícia é que para cada uma dessas dores, o Método das Boquinhas apresenta uma solução.

Como eu e outros professores vivíamos antes do método… 
  • Sofríamos por chegarmos no final do Ano com alunos no nível PRÉ-SILÁBICO.
  • Sentíamos que já tínhamos feito de tudo, e nada dava certo.
  • Precisávamos lidar com alunos que sofriam por não conseguirem aprender. Esses alunos eram discriminados e suas famílias acreditavam que a criança tinha algum problema de aprendizagem.
  • Muitos de nós estávamos com a autoestima Baixa e duvidávamos nossa capacidade..
  • Éramos muito cobrados pela escola e sofríamos por falta do conhecimento e ferramentas necessárias para trabalhar em alto nível.
  • Os alunos viviam trocando letras.
  • Ensinávamos um conteúdo novo e no outro dia os alunos esqueciam tudo.
  • Demorávamos 1 ano inteiro ou mais, tentando alfabetizar a turma.

A melhor ferramenta de Alfabetização.

Faça Parte da nossa lista Vip de Leitores

Cadastre seu melhor e-mail para não perder nenhuma atualização

Parei de tentar alfabetizar da maneira que eu havia sido alfabetizada e Passei a ter Resultados nunca antes sonhados. Usando as técnicas multissensoriais, apoiadas na Neurociência, comecei a ensinar da Maneira que o Cérebro Aprende Melhor.  

Veja alguns depoimentos 

Se você deseja saber mais sobre o Método das Boquinhas, siga meu canal no Youtube 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *